Dicas, Intercâmbio

28 de setembro de 2015

Confira as regras de diferentes países para trabalhar durante o intercâmbio

Tags:, , , , , , , ,

Foto: Divulgação

Uma grande parte dos futuros intercambistas procura saber sobre a possibilidade de poder trabalhar no país de destino para ajudar a custear sua viagem. É importante, então, saber como funciona exatamente as regras para o visto de trabalho no seu país de interesse. Por isso, separamos esse post bem bacana do Canal do Ensino para mostrar aos leitores do Intercambistas.

Antes de mais nada, é bom saber que não são todos os lugares que permitem que os estudantes trabalhem. No entanto, em alguns países como Nova Zelândia, Austrália, Irlanda e Canadá, os intercambistas brasileiros podem trabalhar sim. Basta seguir algumas regras simples e aproveitar as oportunidades.

Como trabalhar no intercâmbio

Confira como funciona o esquema de trabalho para quem vai estudar fora em cada um desses países:

Canadá

  • Não é mais permitido que estudantes de línguas trabalhem. Porém, há opções para quem já tem um nível intermediário de inglês;
  • Há escolas que oferecem uma espécie de curso técnico, onde o aluno tem aulas de matérias variadas que o preparam para o mercado de trabalho;
  • O visto precisa ser retirado no Brasil;
  • A permissão de trabalho para este curso é de 20 horas semanais durante o período do curso e de até 40 horas semanais durante o período do estágio obrigatório;
  • A duração do programa é de um ano, sendo seis meses de curso mais seis meses de estágio.

Austrália

  • O estudante brasileiro precisa estar matriculado em curso de inglês com duração de 14 semanas com carga horária mínima de 20 horas semanais. Com isso, a permissão para trabalho é de 40 horas a cada duas semanas;
  • Durante as férias, é permitido trabalhar período integral. As férias são de um mês após o término do período de aulas;
  • O visto australiano precisa ser tirado no Brasil.

Irlanda

  • Tem permissão de trabalho estudantes matriculados em curso de inglês pelo período de 25 semanas (seis meses);
  • O aluno pode trabalhar 20 horas semanais durante o período de aula e 40 horas semanais durante o período de férias, desde que as férias coincidam com o período entre maio e setembro (verão irlandês) ou recesso de fim de ano (entre 15 de dezembro e 15 de janeiro);
  • O estudante tem a facilidade de tirar o visto já na Irlanda e permissão para ficar oito meses no país, 6 meses de aula e 2 meses de férias.

Nova Zelândia

  • Quem vai estudar por um período maior que 14 semanas, poderá trabalhar por até 20 horas semanais durante o período de aulas;
  • Durante as férias, o aluno pode trabalhar em período integral, mas para ter esse direito é necessário estar matriculado em um curso de duração superior a 12 meses.

Fonte: Canal do Ensino

Receba Nossas Novidades
Nós respeitamos sua privacidade

Comentários

Comentários

One thought on “Confira as regras de diferentes países para trabalhar durante o intercâmbio

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Show Buttons
Hide Buttons
error: Content is protected !!