Notícias, Vistos

1 de julho de 2016

Novo visto australiano: Brasileiros são considerados estudantes de baixo risco pela imigração

Tags:

Entrou em vigor hoje, no dia 1 de julho de 2016, o novo visto australiano de estudante e, brasileiros foram considerados como estudantes de nível de risco baixo, ou seja, não precisam comprovar inicialmente renda suficiente e nível de inglês para a maioria das instituições de ensino no país. Porém é importante ter cautela, pois estas comprovações ainda podem ser solicitadas ao longo do pedido de visto pelo oficial da imigração.

O primeiro dia do segundo semestre de 2016, tão por conta das mudanças no visto australiano, chegou. As novas regras, divulgadas pelo time de especialistas da Globalvisa ao longo dos últimos 2 meses já estão em vigor e agora já estão também prontos os índices que qualificam cada país perante a imigração australiana e as escolas que recebem intercambistas no país durante o próximo semestre.

Brasileiros considerados como estudantes de baixo risco para a imigração

Para a surpresa de muitos, brasileiros estão sendo considerados como estudantes de baixo risco pela imigração australiana. Para o CEO da Globalvisa, Thiago Oliveira, o cenário com esta mudança é bastante animador: “Ao longo dos últimos 7 anos a Austrália vem adotando medidas que cada vez mais privilegiavam estudantes brasileiros, mas antes ainda eram restritas a cursos acadêmicos. As medidas divulgadas hoje são de grandes proporções, pois, apesar da situação econômica delicada em nosso país, a imigração australiana segue dando um voto de confiança aos estudantes brasileiros, pelo menos pelo próximo semestre”.

A nota das instituições de ensino no país

Outra boa notícia de hoje é que a maior parte das escolas cadastradas no país já recebeu uma nota boa na imigração, o que torna mais fácil o pedido de visto para seus estudantes. Esta avaliação é passada apenas para a própria escola e não é divulgada ao público. Segundo Thiago, “a imigração pede que a instituição de ensino não divulgue sua nota para que não seja utilizada como rota para estudantes não genuínos que buscam o caminho mais simples para seu visto mas depois não cumprem com suas obrigações no país, o que acabaria por reduzir a nota da instituição no semestre seguinte”.

Neste primeiro momento, os critérios de avaliação ainda são mais difíceis de mensurar (pois os critérios antigos de nível de risco, chamados de Assessment Levels, em escala que ia de 1 a 5 deixaram de existir). Por enquanto, ainda é necessário conferir a necessidade ou não de comprovação caso a caso. Espera-se uma revisão significativa da nota das escolas a partir do primeiro semestre de experiência do novo método.

O que isto significa na prática?

De acordo com as novas regras, cidadãos brasileiros que realizem seus cursos com escolas com boa credibilidade na imigração poderão iniciar sua solicitação de visto sem apresentar comprovação de renda ou de nível de inglês, conforme metodologia abaixo.

1– Nós damos entrada no pedido oficial de visto apresentando os documentos que comprovam os demais critérios necessários para o visto de estudante. Brasileiros que vão para as principais escolas, neste momento, estão isentos de apresentar os documentos de renda e comprovação de nível de inglês (mas não podem deixar de apresentar os demais documentos).

2– O oficial de imigração, ao longo da avaliação de visto, pode solicitar ou não a apresentação de documentos que comprovem renda suficiente ou nível de inglês, caso julgue conveniente. Nestes casos, o pedido de visto só segue após a apresentação dos documentos. Caso ele não solicite, não é necessário apresentar.

Precauções

Para Márcio Azevedo, diretor regional da Globalvisa no Rio de Janeiro, é recomendável ter bastante cautela com relação a esta novidade: “É importante que todas as pessoas que solicitam um visto saibam que a boa notícia de hoje, de que brasileiros que vão para a maioria das escolas no país não precisariam comprovar renda suficiente ou mesmo o nível de inglês no início do processo não retira o poder soberano do oficial de imigração que estiver avaliando a solicitação de visto de pedir estes documentos”. O especialista, que já morou e trabalhou na Austrália afirma que “todo solicitante, em seu formulário oficial, declara que possui renda suficiente. Isto dá o direito do oficial consular que está tomando a decisão sobre o visto de pedir documentos que comprovem esta afirmação a qualquer momento do processamento do visto caso tenha desconfiança de que aquela informação não é genuína”, afirma Márcio Azevedo.

Fonte: Globalvisa

 

Receba Nossas Novidades
Nós respeitamos sua privacidade

Comentários

Comentários

One thought on “Novo visto australiano: Brasileiros são considerados estudantes de baixo risco pela imigração

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Show Buttons
Hide Buttons
error: Content is protected !!