Intercâmbio, Notícias, Vistos

1 de setembro de 2016

Governo irlandês oficializa mudanças na comprovação de renda dos estudantes

Tags:, , , , ,

Após algumas semanas de especulações, quando notas sobre uma mudança no sistema de comprovação de renda para os intercambistas de longa duração na Irlanda começaram a circular pela rede, está oficializada a mudança neste sistema pelo INIS, o órgão irlandês que gerencia as questões de naturalização e imigração no país.

Confira abaixo a tradução da notícia oficial e o link para o site original:

 

Notícia acerca da evidência de finanças para todos os estudantes não-europeus

Uma das condições chave que se aplicam a um estudante vindo morar na Irlanda é a de que eles precisam estar plenamente aptos a se manter financeiramente. Este requerimento se aplica ao pagamento do curso educacional, junto com todas as taxas, e também a todas as despesas relacionadas à moradia.

Sempre houve uma exigência por parte de estudantes não-europeus para que eles demonstrassem acesso a fundos suficientes para que pudessem se manter pelo seu período de estudos na Irlanda. Esta é uma condição de bem-estar para assegurar que o estudante possa se manter nos meses iniciais de sua estadia no país. Esta exigência de demonstrar fundos suficientes está de acordo com as regras da imigração em outras jurisdições e esta condição se aplica a todos os estudantes não-europeus, independente se a sua nacionalidade requer ou não um visto para os propósitos de entrarem no estado (importante: brasileiros não precisam do visto para entrar na Irlanda, não confunda com o documento do GNIB, que é retirado direto no país).

Atualmente, estudantes que precisam de visto para entrar no país (novamente, não é o caso dos brasileiros) têm a exigência de demonstrar a possessão de um  mínimo de €7,000 como parte da aplicação do seu visto. Entretanto, a Irlanda não exige a todos os estudantes não-europeus que estes se apliquem a um visto antes de ir ao país para fazer um curso de estudos de longa duração, e ambas as categorias serão tratadas de maneira diferente quando se apresentarem diante das autoridades da imigração para o registro.

Com efeito a partir de 1.° de setembro de 2016, as seguintes normas serão aplicadas:

 

Estudantes que não precisam de visto (caso dos brasileiros)

Estudantes que não precisam de visto e que estão estudando na Irlanda podem se utilizar das seguintes opções como maneira de provar sua capacidade financeira (no seu primeiro registro na imigraçã0) de uma quantia mínima de €3000. Os estudantes precisam ter certeza, entretanto, de que a opção selecionada está disponível para eles. É de responsabilidade do estudante de se assegurar que eles estão aptos a utilizar a opção desejada levando em consideração as exigências impostas pelo banco ou instituição financeira acerca da abertura e manutenção de contas bancárias no país.

Opções

a) Um extrato proveniente de uma conta bancária irlandesa mostrando fundos suficientes, quando o estudante puder abrir uma conta bancária no país;

b) Um extrato de um banco estrangeiro, com a data de não mais que um mês, em conjunto com um extrato mais antigo, de uma conta em nome do estudante (como em seu passaporte), acompanhado de um cartão de débito no mesmo nome e da mesma conta bancária;

c) Prova documental de que o dinheiro está sendo mantido em confiança em nome do estudante por um órgão financeiro regularizado no país a pelo Banco Central da Irlanda;

d) Um cartão (ou cartões) pré-pago de crédito ou débito com a verificação do montante de créditos disponíveis.

 

Estudantes com bolsa de estudo

Em adição, estudantes que estão no país através do recebimento de uma bolsa de estudos, onde esta bolsa paga parcialmente ou integralmente ambas as despesas com o curso ou moradia, devem providenciar uma carta, emitida a eles pela organização pertinente confirmando que eles estão recebendo esta bolsa.

 

A tabela abaixo define as novas provas de fundos requeridos a todos os estudantes não-europeus a partir de 1.° de setembro de 2016:

Estudantes não-europeus vindo por um período menor que 6 meses  €500 por mês de estadia ou €3000, qual for a menor quantia
Estudantes não-europeus vindo por um período igual ou maior que 6 meses, até 1 ano €3000
Estudantes não-europeus estudando na Irlanda e cujo segundo registro (renovação) acontece em um período que excede 1 ano Estes estudantes normalmente não precisam apresentar este tipo de prova no segundo registro ou subsequente, a não ser que seja uma exigência do agente de imigração.

 

É importante notar que em 2010 a exigência para estudantes de apresentar extratos bancários no seu segundo registro (renovação) e em subsequentes registros foi removida.

NOTA: Em geral, estudantes não-europeus estudando na Irlanda por um período menos que 90 dias não são requeridos a se registrar com as autoridades da imigração. Entretanto, caso sejam direcionados a se registrar, será necessário a tais estudantes que forneçam evidência financeira na mesma base que os estudantes não-europeus estudando no país por um período menor que 6 meses.

 

Abrindo uma conta bancária na Irlanda

A Irlanda possui uma legislação estrita no que diz respeito a lavagem de dinheiro, e bancos e instituições financeiras são obrigados a cumprir com esta legislação. É de responsabilidade do estudante se assegurar que eles cumprem com todos os requerimentos do banco ou instituição financeira como documentos de identidade etc., neste quesito.

Veja a nota original.

 

Receba Nossas Novidades
Nós respeitamos sua privacidade

Comentários

Comentários

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Show Buttons
Hide Buttons
error: Content is protected !!