Intercâmbio

2 de janeiro de 2017

Conhecendo Cork

Tags:, , , , , , , , , , , , , , , , ,

Depois de escolher o país onde você vai fazer o seu intercâmbio, chega a hora de escolher a cidade. Quer saber mais sobre Cork? Aqui vai um apanhado de informações que vão lhe ajudar nesta escolha.

Vamos falar neste artigo sobre moradia, alimentação, trabalho, entretenimento e sobre a infra-estrutura em Cork. Mas algumas das questões são momentâneas então é bom primeiro deixar claro que ele está sendo escrito em dezembro de 2016.

Começamos então pelas necessidades básicas – Moradia e Alimentação.

MORADIA

Infelizmente, no momento aqui em Cork a demanda está muito próxima da oferta, ou seja, isto está fazendo com que os preços aumentem. Mas este é um problema que já vem se arrastando a algum tempo, tanto que o governo irlandês já anunciou que está trabalhando para viabilizar a construção de casas.

Outro efeito desse gargalo é a necessidade de que potências inquilinos sejam mais ágeis Durante as buscas pela sua nova moradia. Caso você encontre algo interessante em sites ou grupos do facebook, entre em contato imediatamente. Isso aumentará a suas chances de alugar este espaço.

“Couples not accepted”Se você é casado e está planejando seu intercambio em Cork e já iniciou as suas buscas por casas compartilhadas no DAFT, por exemplo.  É bem comum você encontrar aquela expressão “Couples not accepted”. Mas não se desespere, principalmente se o anunciante for particular, ele pode mudar de idéia. Entre em contato, solicite uma vista, isso pode dar certo.

Alugar a distância – Nunca, de maneira alguma, alugue algo sem visitar. Pegue algumas semanas de acomodação estudantil e olhe as ofertas com calma. Você terá tempo livre, no contra turno da sua aula para fazer isso.

Onde encontrar – Além do círculo de amizade, um dos melhores canais pra você encontrar sua moradia, com certeza, são os grupos no facebook (já solicite a entrada neles, pois alguns são fechados e a aceitação pode demorar alguns dias). Neles diariamente alunos estão passando suas vagas.

Se joga – Uma outra dica importante, principalmente pra quem pegou apenas uma ou duas semanas de acomodação estudantil, é “se jogar” na primeira acomodação que você encontre. Exatamente, “se joga” porque as acomodações estudantis costumam ser mais caras que qualquer outro tipo de acomodação e dada a escassez você não pode perder as oportunidades. Depois, sem nenhum prazo pré-estabelecido, procure algo melhor para você e que não seja melhor apenas para o seu bolso.

Solteiro – Para você que vem sozinho, a situação é muito melhor que as dos casais. Além de encontrar mais ofertas, em Cork não é muito comum você encontrar quartos para dividir – como se vê em Dublin. O quartos singles (só você e uma cama de solteiro) tem variado entorno dos 300 euros no centro e arredores.

ALIMENTAÇÃO

Batata – Você não gosta de batata? Xiii, terá problemas por aqui… Realmente a galera aqui come muita batata. Sabe o nosso arroz e feijão? Então, aqui é batata. Ou seja, se você escolheu uma “house family” para passar os primeiros dias na ilha esmeralda e se esta família for tradicional, você poderá ter uma overdose de batata! (brincadeira)

Supermercado – Se você ta acostumado com aquela grande rede de supermercado que tem aquela loja enorme na sua cidade, pode esquecer. Aqui as redes grandes existem (caso do Aldi, Lidl e Tesco, por exemplo), mas aqui você não encontrará aquela grande loja.

Comida – O preço da comida é relativamente barata, principalmente se você já estiver ganhando em euro. Um dos poucos itens que são relativamente caros é a carne vermelha, mas é possível matar a vontade com carne moída. Em contrapartida o frango por aqui é bem baratinho e junto com a batata costuma ser a “mistura” do prato de muitos intercambistas (daqueles que cozinham).

Cozinhar – Para aqueles que não cozinham é possível sobreviver por um tempo dessa forma, com certeza é possível fazer uma boa refeição por menos de 10 euros. Mas depois deste tempo você perceberá (na carteira) um estímulo para aprender a cozinhar.

TRABALHO

Agora que você já sabe um pouco sobre moradia e alimentação, chegou a hora boa, hora de levantar aqueles “euricos”. Conseguir um emprego por aqui é uma incógnita e o nível de inglês não é principal divisor de águas (na minha opinião).

Sexo – A primeira grande divisão é o sexo, mulheres tem maior facilidade de encontrar emprego, dado o número de ofertas para elas.

Meninas – Para as meninas a fluência na língua não é fator mais relevante para conseguir uma emprego, visto que a oferta de trabalhos – como au pair, house kepper ou cleaner – são constantes. Vários anúncios são publicados nos grupos do facebook (já solicite entrada nesses também) e em sites especializados, diariamente.

Meninos – No caso dos meninos a situação é um pouco mais complicada e o nível de inglês pode influenciar. As ofertas de emprego são mais escassas e o trabalho geralmente é mais pesado, principalmente se for o famoso “KITCHEN PORTER”. Mas vale ressaltar que isso depende do local onde você trabalha.

Inglês – A segunda divisão, obviamente, é nível de inglês. Se você chega com o inglês básico ou pré intermediário provavelmente terá um pouco mais de dificuldade para conseguir os chamados “sub-empregos”.

Inglês intermediário – Agora se você chegar em Cork com o nível intermediário ou avançado, independente do sexo, a suas chances aumentam de você conseguir um trabalho na sua área de formação. Principalmente se a sua área de formação é tecnologia da informação. Não esqueça de trazer a cópia juramentada do seu diploma.

História – Cada um tem a sua história, é comum encontrar pessoas que chegaram com inglês básico e estão trabalhando desde as primeiras semanas. Mas também se encontra história de pessoas a meses sem trabalho fixo.

Mas no final, ninguém passa fome e nem dorme na rua aqui em Cork, mantenha um bom network e fique ligado nas oportunidades difundidas em todos os canais.

DIVERSÃO

Tendo um lugar pra morar e uma grana para gastar você já pode aproveitar um pouco do que a cidade oferece em questão de entretenimento. Antes mesmo de você entrar no primeiro pub no centro de Cork com certeza você vai escutar boa música tocadas pelos artistas de rua “Busking”, independente do horário.

PUB – Os pubs aqui são uma atração a parte, são lugares que representam a cultura irlandesa. Não só na arquitetura, decoração e som ambiente. O modo que o povo utiliza o PUB no seu dia-a-dia é algo bem curioso. Estes lugares ficam abertos praticamente o dia todo e muitos deles só fecham às duas da manhã por que são obrigados.

Frequentando – O mais curioso por aqui é notar que os irlandeses não vêem pub apenas como um lugar confraternizações noturnas. Os irlandeses vêem os pub’s como um lugar confortável para fazer um break no meio do dia, escutar boa música, deliciar-se com comidas e bebidas maravilhosas, enquanto batem um papo como os amigos.

Cardápio – Muitos deles oferecem todas as refeições do dia, inclusive o famoso “Breakfast”, o tradicional “Fish and Chips”e uma variedade de bebidas.

Acabou – Outra coisa bem curiosa dos pub é quando chega a hora de fechar. Às duas horas da manhã alguns pubs ligam as luzes, desligam completamente o som e você praticamente é convidado a se retirar (não tem choro e nem vela, “RUA…”).

Horários – Falando em horário, eles aqui são um pouco diferentes do que somos acostumados no Brasil. Por exemplo, as aulas começam entorno de 9 da manhã e os irlandeses almoçam geralmente depois da uma da tarde. Não pense que no almoço irlandês terá um belo prato feito, o almoço aqui é tratado como um lanche.

Além dos Pubs – Em Cork e arredores são inúmeros os pontos turísticos além dos belíssimos pubs. Por exemplo, só no centro da cidade há mais de 10 igrejas, com arquitetura deslumbrante. A cultura de manutenção dos prédios históricos é um espetáculo a parte. Os prédios no centro da cidade e os castelos nos arredores fazem você perder o fôlego.

INFRA-ESTRUTURA

Cork oferece uma bela infra-estrutura aos seus visitantes e moradores. Mas pra finalizar este artigo vamos falar apenas sobre a infra de transportes, deixando pra falar sobre sistema de saúde, emergência e segurança em uma próxima oportunidade.

Aeroporto – Se você planejando chegar a ilha esmeralda de avião, pense na possibilidade de aterrissar em Cork. É um pouco mais caro, mas descendo do avião você pega um transfer (20 euros, aproximadamente) e em alguns minutos você está na sua acomodação. Mas se você escolher descer em Dublin, serão mais três horas de ônibus (também 20 euros, aproximadamente) para descer próximo a “bus staion”, para finalmente ir para a sua acomodação. Pense nisso…

*A low coast Ryanair opera aqui também, com ele você pode viajar para vários países da Europa por alguns euricos. Por exemplo, De Cork para Londres por 15 euros, Liverpool por 13 euros ou Málaga por 22 euros.

Cork Bus Station – Mas se você estiver com vontade de visitar os arredores de Cork ou até mesmo outras cidades da Irlanda, a Cork Bus Station oferece ônibus municipais e intermunicipais. Mas se preferir, você pode passear de trem.

Cork Railway Station – Dez minutos de caminhada separam a Bus Station da Railway Satation. Onde você pode fazer um charmoso passeio para uma diversidade de destinos.

Essas são algumas informações que podem ajudar você a conhecer um pouco melhor a cidade de Cork, antes chegar por aqui. Espero que tenha ajudado! Cheers..! (:

 

Receba Nossas Novidades
Nós respeitamos sua privacidade

Comentários

Comentários

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Show Buttons
Hide Buttons
error: Content is protected !!