Lifestyle

3 de março de 2017

Romênia e suas surpresas gastronômicas

Tags:, ,

Conhecida como o lar do Drácula, a Romênia é um país localizado no centro-sudeste da Europa e vizinho da Hungria, Sérvia, Ucrânia, Moldávia e Bulgária. Banhada pela costa ocidental do mar Negro e ficando ao norte da península dos Balcãs, o país tem como capital Bucareste, a sexta maior cidade da União Europeia, e apresenta uma rica história cultural, tendo sido lar de artistas, músicos e inventores, como George Cosbuc, Mihail Kogalniceanu e os vencedores do Nobel Ellie Wiesel e Herta Müller.

A Romênia surgiu de três territórios: da antiga Dácia, uma província do Império Romano, da Moldávia e da Valáquia, formando o que os historiadores chamam de “união pessoal” só em 1859. A nação se tornou independente do Império Otomano em 1877 e, no final da Primeira Guerra Mundial, Transilvânia, Bucovina e Bessarábia uniram-se como o “soberano Reino da Romênia”.

Assim como muitos países do sudeste europeu, parte do território da Romênia foi ocupado pela União Soviética, com o país se transformando numa república socialista e fazendo parte do Pacto de Varsóvia. Em 1898, ocorreu a Revolução Romena, que foi o pontapé para a democracia e a economia capitalista.

Desde então, muita coisa mudou: boa parte da população melhorou o seu padrão de vida e a Romênia tem um dos maiores Índice de Desenvolvimento Humano do mundo. O turismo é forte por lá e, para quem procura um ambiente culturalmente rico, com certeza irá se deparar com maravilhas e situações bem interessantes.

A gastronomia, por exemplo, tem uma forte influência de culturas vizinhas, como os gregos, os búlgaros e os turcos. Existem várias receitas tradicionais que são feitas exclusivamente em alguns feriados e datas comemorativas.

Neste post, separamos seis pratos típicos da gastronomia romena e que você encontra em todos os lugares.

Ah, e uma dica: se você está planejando uma viagem para a Romênia, procure se informar sobre os restaurantes que oferecem pratos para estudantes ou idosos. Alguns lugares servem uma porção por metade do preço. Dependendo da sua fome, pode ser a sua salvação!

Ciorbă

Romênia e suas surpresas gastronômicas

Essa palavra – que se pronuncia “çorba” – faz referência a todo tipo de sopa que é feita com carnes e/ou vegetais. Assim como outros países da Europa, os romenos têm o hábito de comer uma sopa como entrada no almoço e no jantar. A ciorbă, em algumas vezes, é um prato tão rico e tão nutritivo que pode ser uma refeição única para os turistas.

A ciorbă mais tradicional é chamada de fasole, que é uma sopa feita de feijão com carne. Ela pode ser servida diretamente dentro de um pão.

Outros tipos bem comuns são a ciorbă de burtă, feita com tripa; a ciorbă de rasol, feita com carne de porco; a ciorbă de cartofi, feita com batatas; a ciorbă de ciocănele, feita com a perna dos porcos; a ciorbă de perişoare, feita com almôndegas; a ciorbă de peşte, feita com peixe; a ciorbă de praz, feita com alho-poró; a ciorbă de pui, feita com galinha; a ciorbă de oase, feita com ossobuco (e extremamente exótica!); a ciorbă de sfeclă, feita com uma beterraba romena; a ciorbă de văcuţă, feita com carne vermelha; e, finalmente, a borş de burechiuşe, uma sopa tradicional da Moldávia. O caldo é servido junto com uma massa que lembra um ravióli e é recheada com cogumelos.

Sarmale

Romênia e suas surpresas gastronômicas

O sarmale é um dos pratos mais comuns nos Balcãs. Também conhecido como sarma e como os charutos aqui no Brasil, trata-se de uma carne enrolada em folha de uva, repolho ou acelga. Na Romênia, o sarmale é feito com carne de porco moída e arroz com ervas, e a mistura é enrolada em uma folha de repolho. É uma delícia e pode ser consumido como entrada ou como complemento ao prato principal.

Tochitură

Romênia e suas surpresas gastronômicas

O tochitură é um outro prato tradicional romeno bem conhecido e apreciado tanto pela população local como pelos turistas. Trata-se de um guisado feito com carne de porco, e que também pode ser temperado com molho de tomate. Essa versão com molho não é a mais tradicional: a receita original é feita com a gordura do porco e ainda leva fígado, rim, coração, bacon e salsicha. É uma mistura e tanto! O tochitură ainda é servido com mămăligă, a nossa conhecida polenta, e um queijo feito com leite de ovelha, que pode ser o telema, que é mais salgado, ou o brânză de burduf, que é o queijo curado.

Mititei

Romênia e suas surpresas gastronômicas

O mititei, também chamado de miti, é um outro prato tradicional romeno bem popular no país e que será muito apreciado pelos fãs de churrasco ou de carne. Trata-se de uma espécie de “espetinho romeno”, feito de uma mistura de carne de vaca, cordeiro e porco e temperado com especiarias, como alho, pimenta preta, coentro, tomilho, anis, sal e páprica. O mititei é comumente servido com batata frita e murături, o picles romeno, e pode ser temperado com uma mostarda que normalmente é feita pelo restaurante. O ideal é acompanhar o mititei com uma cerveja bem gelada!

Papanaşi

Romênia e suas surpresas gastronômicas

Agora falando de doces, uma iguaria que você não pode deixar de conhecer é o papanaşi, um doce extremamente tradicional na Romênia. Trata-se de um bolinho frito feito com farinha, sêmola e sour cream e servido uma geleia. É um doce e tanto e, mesmo sendo pesado, não é uma sobremesa enjoativa. Trata-se de uma opção deliciosa, e bem fácil de fazer. Vamos tentar?

Os ingredientes para o papanaşi são:

  • 400 gramas de sour cream
  • Para preparar o sour cream em casa, você mistura uma xícara de creme de leite fresco ou de iogurte natural, 2 colheres de sopa de suco de limão e sal. Utilizar o iogurte natural é mais saudável, mas a consistência do creme fica mais líquida.
  • 2 ovos
  • 4 colheres de sopa de sêmola de trigo
  • 4 colheres de sopa de farinha de trigo
  • 1 colher de chá de bicarbonato de sódio
  • 6 colheres de sopa de açúcar
  • 1 litro de óleo para fritar

Misture numa tigela os ovos inteiros com o açúcar, a farinha, a sêmola de trigo e o bicarbonato de sódio. Uma dica: o bicarbonato de sódio deve ser dissolvido numa colher de chá de suco de limão ou de vinagre. Bata com as mãos até a massa ficar bem homogênea. Acrescente o sour cream e amasse até que todo o creme seja incorporado.

Enquanto você aquece o óleo, vá fazendo bolinhas do tamanho de uma bola de ping-pong.  Você pode fazer um pequeno furo no meio ou confeccionar no formato que quiser. Frite as bolinhas até ficarem bem douradas. Você também pode fazer bolinhas menores para decorar o seu papanaşi. Depois de fritas, seque-as num papel toalha e sirva com o sour cream, geleia ou uma bola de sorvete.

Ţuică

Romênia e suas surpresas gastronômicas

Se você viaja e não deixa de experimentar uma bebida típica do seu destino o tuică é um destilado romeno que você não pode deixar de degustar! O tuică – pronuncia-se tuica ou tzuica, dependendo da região – é uma bebida fermentada feita com ameixas e com um teor de 28 a 60% de álcool.

Essa é uma das bebidas mais tradicionais da Romênia, e que tem relação com algumas tradições culturais do país. O tuică é preparado entre outubro e dezembro e deve ser concluído antes do Natal. A fermentação da ameixa acontece em grandes barris e, depois de pronta, a bebida é deixada envelhecendo em barris de carvalho de seis meses a dez anos. Quanto mais envelhecido, mais amarelada e saborosa se torna a bebida.

Receba Nossas Novidades
Nós respeitamos sua privacidade

Comentários

Comentários

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Show Buttons
Hide Buttons
error: Content is protected !!